Eclipse Lunar em 25 de Abril de 2013!!!

Neste dia 25 de Abril, os felizardos que tiverem a chance de olhar para o céu, após o entardecer, poderão assistir a um dos mais belos espetáculos que o Céu pode nos oferecer:
um eclipse lunar penumbral!

Diante desse fenômeno, as grandes questões que se propõem são as seguintes: qual o significado de um eclipse e como se verificam os seus efeitos em nossa vida cotidiana?

A palavra eclipse vem do grego ekleipsis, que significa, em uma tradução livre, desmaio. Do ponto de vista astronômico, um eclipse ocorre quando a luz de um astro é ocultada por outro ou pela sombra de outro. No caso presente, a Lua será ocultada, pois ficará, no momento da Lua Cheia, dentro do cone de sombra projetada pela Terra. Ou seja, a Terra, entre o Sol e a Lua, impedirá que a luz solar chegue até a Lua que, sem luz própria, refletindo apenas a luz recebida do Sol, ficará parcialmente apagada.

1_7_2_clip_image004Do ponto de vista astrológico, um eclipse significa um desmaio, uma falência de uma das luzes celestes que compõem a totalidade da psique. Afinal, é isso o que os astros representam: partes da alma.

E já que tudo está relacionado entre si, quando uma dessas luzes se apaga, no céu, apaga-se também a correspondente luz dentro de nós.

Um eclipse, portanto, representa um desmaio que ocorre dentro de nossa psique, um apagão emocional que desencadeia uma espécie de black-out daquela parcela de nossa alma.

Um detalhe: após a escuridão, a luz ressurge, após o desmaio, retorna a consciência. Ao retornar a luz, porém, não somos mais os mesmos. Algo foi reformulado, inapelável e inevitavelmente, pela escuridão do eclipse. Ou seja, o pós-eclipse enseja um renascimento e uma transformação.

O eclipse ocorrerá com a Lua a 5 graus de Escorpião e o Sol a 5 de Touro, o eixo da transformação, eixo em que acontecerá a maioria dos eclipses ao longo deste ano. Se você tem o seu mapa astrológico, poderá avaliar que área da vida (que Casa astrológica) será a mais afetada pelo fenômeno.

Lembramos que a palavra transformar significa, no étimo, ir além da forma. Este eclipse é um convite a uma reflexão acerca daquilo a que precisamos dar forma, em nossa vida; assim como, aquilo que precisamos dissolver, destruir, desconstruir em nossa vida e nossos comportamentos.

Ao ressurgir do black-out, a Lua nos traz a possibilidade de ir além da forma de nossa própria estrutura egóica, a fim de redefinir a nossa identidade, especialmente no que diz respeito aos nossos desejos e nossas paixões.

Como disse Chaplin, aquilo que é mais profundo em teu ser, daí emergem os teus mais verdadeiros desejos; e dos teus mais verdadeiros desejos, daí emerge a tua mais inabalável vontade.

E essa vontade será capaz de construir o nosso destino.

Porém, às vezes é preciso demolir para depois reconstruir. E se não demolimos o que precisa der demolido, o destino se encarrega de ajustar as coisas para nós, mesmo que de maneiras nem sempre suaves.

Nós, seres humanos vivemos ofuscados pelo nosso próprio brilho e exuberância ou pela iridiscência da insana sociedade que construímos. Às vezes, é preciso que um pouco dessa luz se apague para que, na suave penumbra de nossa alma, possamos contemplar a inteireza de nossa essência.

Durante os próximos dias, ainda sob impacto do eclipse, você pode aproveitar a oportunidade para refletir sobre a sua necessidade de transformação. E começar a agir de acordo.

E não tenha medo se alguns demoninhos interiores aproveitarem para dar o ar de sua graça. Pois é, eles existem, sim. São os filhos das nossas próprias sombras internas. Nossos medos, ranços, frustrações, negações… E, quando a luz se apaga, eles criam coragem de aparecer à superfície. Aproveite e olhe-os bem de perto!

Sugiro que você acompanhe o fenômeno, nos céus. Além de ser um belíssimo espetáculo celeste (e inteiramente gratuito,diga-se de passagem), o fato de contemplar, do lado de fora, o apagar da Lua, poderá ajudar a compreender, do lado de dentro, o desmaio de nossa Lua interna.

Dicas para observação

Um eclipse penumbral representa uma diminuição gradativa do brilho da Lua, que apresentará uma imagem “cortada”, faltando um pedaço.

Observe a figura abaixo (fonte: http://www.climatempo.com.br).

eclipse

A tabela abaixo, elaborada pelo Professor Marcos Calil, da Climatempo, indica as possibilidades de visualização.

Evento

Horário de Brasília

Condições de observação no Brasil

P1 – Entrada da Lua na Penumbra

15:03

Não visível no Brasil.

U1 – Início do Eclipse Parcial

16:54

Não visível no Brasil.

M – Máximo do eclipse

17:08

Visível em Fernando de Noronha (Hora Local 18:08) e Recife (Hora Local 17:08), durante o nascer da Lua no horizonte leste.

U4 – Fim do Eclipse Parcial

17:21

Visível no litoral do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernanbuco, Alagoas, Sergipe e Espírito Santo durante o nascer da Lua no horizonte leste, além de Fernando de Noronha.

P4 – Saída da Lua na Penumbra

19:11

Visível em quase todo o Brasil, exceto no oeste do Amazonas.

E como não poderia deixar de ser, aqui vai uma dica cinematográfica: Eclipse Mortal (Pitch Black, USA, 2000), dirigido por David N. Twohy e estrelado pelo

Cena de Eclipse Mortal

Cena de Eclipse Mortal

saradão Vin Diesel, aparentemente só mais um assustador e eletrizante thriller de terror e ficção científica, porém riquíssimo em símbolos. Levantando, inclusive, questões significativas sobre religião, ética e justiça.

Mas essa dica é só para quem tiver a coragem necessária para olhar bem de perto a cara de seus demoninhos interiores, que o apagar das luzes às vezes mostra!

About these ads

Sobre Haroldo Barros

Sou profissional da Astrologia e outras práticas da evolução humana há vinte anos. A minha contribuição para a ordem cósmica consiste em ajudar as pessoas encontrarem os caminhos e os meios de cultivar a própria felicidade.

Publicado em 24/04/2013, em Posts Astrais. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Olá Haroldo
    É sempre muito bom ler suas publicações.
    Abraço,
    Neide Lopes

  2. Grata pela mensagem, que me desperta para apreciar o eclipse com mais proveito interior e reverência.
    Também me anima a continuar com as mudanças que preciso promover.
    E, pode contar, já tenho olhado alguns demoninhos, com coragem. Seguirei.
    Grata por seu trabalho.

  3. Gostei de ler o q vc escreveu sobre o eclípse de hoje, faz alguns anos q trabalho tentando elevar o meu crescimento espiritual. Gratidão. Celina

Faça seu comentário, pergunta ou sugestão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 272 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: