Geninha da Rosa Borges: Brilho e Paixão

Recife, dia 11.11.11.

Entre tantas manifestações sem significado (ou que tentam atribuir significado a algo que não tem), o Espaço Pasárgada, equipamento cultural ligado à Fundação do Patrimônio Artístico e Cultural de Pernambuco (FUNDARPE) realiza o belo evento 11.11.11 – Misticismo e Erotismo em Bandeira, sarau poético em que onze poetas apresentariam onze poemas de Manuel Bandeira.

Com a certeza de que qualquer coisa ligada à poesia de Manuel Bandeira será, certamente, impregnada de significdo, acorro.

Para quem não conhece, vale a pena visitar, na Rua da União, a casa onde viveu o grande poeta pernambucano, hoje transformada em museu e espaço cultural.

Enquanto esperamos o início das performances, encontro nada mais nada menos do que Dona Geninha da Rosa Borges, a grande dama do teatro pernambucano.

Sem conseguir resistir à aura de beleza e nobre simplicidade que emana dessa grande artista, do alto dos seus 89 anos, aproximo-me e sou acolhido com calorosa simpatia.

Dona Geninha e Haroldo

Ela me fala das suas experiências no palco, do casamento de cinqüenta e seis anos, do Teatro de Amadores de Pernambuco, de suas passagens na televisão e no cinema. Declama poemas em alemão, em italiano, em inglês, em espanhol. Discorre sobre sua paixão por Garcia Lorca e Borges.

Uma festa de alegria, conhecimento, leveza, força.

Na roda, um jovem poeta pernambucano, Bernardo Souto (guardem esse nome!). Provocamos para que declame algo e ele nos brinda com o Soneto Inglês Número 2. De Bandeira, claro!

E depois comenta, citando Keats: “A beleza traduz uma alegria eterna”. Dona Geninha se emociona e pede para anotar!

Depois, provoco-a, perguntando que papel ela sonhou em fazer, que personagem faltou. Ela pensa e responde:

“Fiz oitenta peças, oitenta personagens. Não me faltou nada!”

Geninha da Rosa Borges em foto de 1978

Dona Geninha tem o Sol no signo de Câncer, a zero graus, ou seja, no ponto onde as forças do signo costumam ser bastante intensas. E tem o signo de Leão ao meio-do céu, no ponto mais alto do horóscopo. Isso pode explicar a sua presença de palco e a sua extrema sensibilidade, assim como a sua simpatia e a facilidade de se relacionar com as pessoas.

Geninha da Rosa Borges, nascida em 22 de Junho de 1922, às 15h00, no Recife.

Mas Dona Geninha tem a Lua dominando o seu mapa. E, como é comum acontecer com as pessoas com esse tipo de configuração, tem a grande capacidade de viver a magia, o encantamento que a Arte propõe. E, o que é mais importante, emocionar a todos nós.

Tanto é que, quando pergunto:

“O ator faz novela para abastecer o bolso, mas abastece a alma no teatro?”

Os olhos brilhantes, ela responde:

“Nada pode substituir a emoção de estar no palco, de ser muitas pessoas além de mim mesma…”

E essa emoção toda recebe influxos positivos de Saturno, o estruturador, na Casa XI, que confere a ela a capacidade de usar essa magia para impactar as pessoas e transmitir algo que as emocione.

Finalmente, pergunto sobre o título de “Grande Dama do Teatro Pernambucano”.

E ela responde, ainda mais emocionada:

“Esse título não me pertence, mas sim a Diná (Diná de Oliveira, atriz, esposa do fundador do Teatro de Amadores de Pernambuco, o Dr. Waldemar de Oliveira). E sempre que alguém me chama assim, eu cumpro a promessa que fiz a ela, em oração, após a sua morte, de sempre esclarecer que é ela, e não eu, a merecedora dessa honra”.

Assim vemos que Dona Geninha, a grande artista, a atriz, a diretora, a professora, tem ainda o espírito adornado com essa preciosa jóia: a humildade.

 

 

 

Anúncios

Sobre Haroldo Barros

Sou profissional da Astrologia e outras práticas da evolução humana há vinte e cinco anos. A minha contribuição para a ordem cósmica consiste em ajudar as pessoas encontrarem os caminhos e os meios de cultivar a própria felicidade.

Publicado em 12/11/2011, em Posts Astrais. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Ronice Franco de Sá

    Minha tia Geninha – irmã de meu pai! (Maria Eugênia Franco de Sá da Rosa Borges). Nunca tinha visto um mapa dela e adorei!! É canceriana como eu (isso eu já sabia), mas temos Leão no MC e o sol na VIII, ambas. Interessante ver isso! Obrigada, amigo Haroldo.
    Ronice Franco de Sá

    • Puxa vida, Ronice!!! Sua Tia????!!!?!!
      Pois reitero a minha grande alegria,, agora redobrada, em tê-la encontrado e ter colhido dela os dados de nascimento e a autorização para a análise do mapa!!!

Faça seu comentário, pergunta ou sugestão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: