Arquivo mensal: março 2014

O Sol Entra em Áries: Equinócio!

Equinócio de Outono, assinalado pela entrada do Sol no signo de Áries, primeiro do Zodíaco.

A escolha do dia 1º de Janeiro como data inicial do ano civil e primeiro dia do calendário nada mais é do que uma mera convenção social. A Astrologia, como “relógio qualificador do tempo” e ciência que estuda os ciclos cósmicos, indica-nos de forma diferente o início do ano, apontando-o para o momento em que o Sol entra no signo de Áries, primeiro do Zodíaco, símbolo do início e do impulso, da aventura do começar.

EquinócioPrecisamente às 13h57, neste dia 20 de Março, ocorre o Equinócio de Outono (para o Hemisfério Sul; de Primavera para o Hemisfério Norte), coincidindo com o momento em que o Sol chega a 0º (zero graus) de Áries. Esse momento marcante caracteriza-se por um interessante fenômeno astronômico (e simbólico): o dia e a noite têm exatamente a mesma duração (a palavra “equinócio” é oriunda de “aeque nocte” =  “noite igual” ao dia).

O signo de Áries, simboliza o fogo inicial da Criação, o impulso da Aventura.

Mitologicamente, Áries está associado ao mito da busca do Velocino de Ouro, em que o herói grego Jasão organiza uma expedição composta por mais de cinqüenta dos maiores e melhores heróis da Grécia, entre eles, Hércules, Castor e Pólux, Peleu, Orfeu. A bordo da nau Argo, os aventureiros, cognominados “Argonautas”, viajam até a Cólquida, na Ásia Menor, passando por mil peripécias para conquistar a pele de ouro do carneiro Crisômalos, filho de Netuno, que tinha poderes miraculosos. O leme da nau fora construído com madeira do bosque sagrado de Dodona, consagrado a Palas Athena, que lhe conferiu a capacidade de falar, guiando os navegadores.

A entrada do Sol em Áries inaugura, portanto, um ciclo em que o Cosmos nos convoca à aventura, ao arriscar-se, ao lançar-se.

Com a entrada do Sol em Áries comemoramos a Primavera Cósmica, mesmo que o equinócio seja de Primavera apenas para o Hemisfério Norte, enquanto que, no Hemisfério Sul, inicia-se o Outono.

É que o signo de Áries está associado ao conceito do grande impulso e por isso Carneiroà Primavera. Importante ressaltar que a palavra “primavera” vem do latim “primus + veritas” (= primeira verdade).

Áries é, portanto, a primeira verdade expressa pelo sagrado círculo do Zodíaco. E, durante a estada do Sol neste signo, temos a mais propícia época para iniciar novos projetos, lançar novas sementes ou mesmo reativar velhos projetos que andavam meio adormecidos.

Observe-se que o planeta Urano já está no signo de Áries, aguardando a chegada do Sol. Ou seja, esse Equinócio e consequentemente o Ano Novo que se inicia, chega impregnado de energia impulsionadora e inovadora.

Ou seja, com toda essa força concentrada em Áries, o Ano Novo promete…

Aproveitamos para desejar a todos um Feliz Outono e um Ano Novo Solar pleno de crescimento e prosperidade!!!

E aos arianos, feliz aniversário!!!

Anúncios

Luz Zodiacal: Espetáculo Exclusivo Para os Amantes da Madrugada

Para aqueles que sabem para onde dirigir o olhar, o Céu reserva inúmeras surpresas e incomparáveis espetáculos. Estrelas cadentes, constelações que se desenham em formas as mais belas e surpreendentes, eclipses e ocultações, cometas…

O exercício de observar o Céu e suas maravilhas nos preenche de um sentimento de comunhão e uma infinitude que não encontraremos em qualquer outra atividade.

Pois bem, um dos belos espetáculos que o Céu nos oferece é a Luz Zodiacal.

Trata-se de fenômeno óptico causado por uma finíssima poeira interplanetária,

Luz Zodiacal Fonte: www.astrophoto.com

Luz Zodiacal Fonte: http://www.astrophoto.com

refletindo a luz do Sol. Essa poeira é formada por detritos de cometas e pequenos meteoros, provavelmente originários da própria formação do Sistema Solar.

Nos dias próximos aos Equinócios, podemos observar esse belo fenômeno, que se manifesta como um cone de luz, com uma base na linha do horizonte leste, pouco antes do amanhecer (no Equinócio de Março) ou do horizonte oeste, pouco depois do anoitecer (no Equinócio de Setembro).

Até o dia 15 deste abril, poderemos observar a Luz Zodiacal.

É fácil!

Olhe para o leste, ou seja, para o nascente, pouco antes do amanhecer. Você deverá ver o lindo cone luminoso da Luz Zodiacal.

Você precisará estar em um lugar sem poluição luminosa, ou seja, longe das luzes das cidades. E certifique-se de que o horizonte leste não esteja contaminado por luzes de cidades distantes.

Se você tiver o privilégio de estar em um lugar afastado das luzes urbanas, até o dia 15 de Abril, olhe para o nascente, antes do amanhecer. E banhe sua alma e seu coração com a luz que vem do leste.

E lembre-se: somos feitos do mesmo material de que são feitas as estrelas, dessa mesma poeira brilhante que irradia beleza e transcendência.

Vênus entra em Aquário

Continuando o seu contínuo caminhar pela roda zodiacal, o planeta Vênus adentra, neste dia 05 de março de 2014,  o signo de Aquário, inaugurando um ciclo em
que o amor nos convida a dimensões mais elevadas.

 Símbolo do Amor, em todas as suas formas e em seus diversos níveis, o planeta Vênus está associado à deusa grega Aphrodite, filha da semente do Céu com a espuma do Mar.

O Nascimento de Vênus, de Botticelli

O Nascimento de Vênus, de Botticelli

Observe-se, porém, que, apesar de se originar das águas, a lindíssima deusa delas se eleva e é conduzida ao Olimpo, onde haverá de reinar como soberana inconteste (ou quase) da Beleza. Aliás, um dos numerosos epítetos de Vênus (nome latino de Aphrodite), é  Anadiomene, que quer dizer “a que se levanta das águas” ou ainda “a que sai do mar”.  Isso significa que o Amor, por incrível que possa parecer aos incautos, está acima das emoções, simbolizadas pelas águas do mar. Ou seja, o mais nobre dos sentimentos, que, mais até do que isso, é uma lei universal, uma força capaz de “movimentar o Sol e as demais estrelas”, como dizia Dante, não pode (ou não deveria) ser confundido com mera emocionalidade  ou sentimentalismo.  É claro que a emoção pode até ser um combustível ou um estímulo para o Amor, mas, fique claro, ele está muito além.

A passagem de Vênus pelo signo de Aquário,  que se estenderá até o dia 05 de Abril, é um convite do Cosmos a que possamos Aquariusresgatar as dimensões mais elevadas do Amor, a sua celestialidade; nós só poderemos saber o que verdadeiramente é o Amor quando pudermos nos tornar permeáveis ao seu significado para (no bom sentido) revolucionar os nossos sentimentos.

E lembremo-nos de que estamos falando do verdadeiro amor, o amor não condicionado, ou seja, liberto de quaisquer fatores condicionantes. É muito comum, por exemplo, que os pais demonstrem seu amor pelo filho quando este segue determinados padrões de comportamento que considerem corretos ou adequados; isso irá condicionar aquela criança com a ideia de que só merecerá o amor dos seus semelhantes quando puder repetir os padrões impostos pelas crenças de outras pessoas, adotando-os para agradar aqueles de quem quer receber esse amor.

Isso é o que chamamos de amor condicionado.

Mas dar o seu amor àqueles que lhe rodeiam, independente de qualquer coisa, não como uma troca por algo que lhe interessa, mas sim por que, verdadeiramente, você

Fiodor Dostoievski

Fiodor Dostoievski

ama, (e principalmente) quando essas pessoas cometem erros, falhas ou atos que você considere apartados de uma verdade ou bom senso, mesmo quando elas agem de encontro à sua vontade, aí sim, existirá o amor liberto de condicionamentos, mais próximo da essência verdadeira da lei divina. Mesmo por que, como disse Dostoievski, amar alguém significa vê-lo como Deus pretendia que ele fosse.

Dica cinematográfica

O filme Primavera, Verão, Outono, Inverno e… Primavera (Bom yeoreum Primavera, verão...gaeul gyeoul geurigo bom, Coreia do Sul, 2003), uma bela produção, com linda fotografia, dirigida e estrelada pelo jovem Kim Ki-Duk, onde você vai conhecer a história de um homem que, depois de viver mil experiências e cometer mil erros, descobriu como Deus queria que ele fosse. Ou pelo menos encontrou o caminho para essa descoberta. E, na indecisão entre o agora e o eterno, redescobriu que o amor é a mais perfeita casa para o repouso do espírito.