Arquivo mensal: agosto 2012

O Sol entra em Virgem

Em seu contínuo caminhar pela roda zodiacal, o astro-rei adentra no signo de Virgem, no próximo dia 22, quarta-feira, iniciando um ciclo de purificação e simplificação das coisas.

 Sexto signo do Zodíaco, Virgem está mitologicamente associado a Astréia, deusa da Pureza e da Harmonia, que, durante a Idade do Ouro (a idade da perfeição) habitava a Terra, entre os mortais. Ao iniciar-se a Idade da Prata e o correspondente declínio da civilização, a deusa retira-se para as montanhas, passando a habitar entre os pastores, onde ainda havia maior pureza e

Constelacao da Virgem

Constelacao da Virgem

harmonia.

Quando se inicia a Idade de Bronze e as desavenças entre os homens se tornam cada vez mais freqüentes, Astréia, por não suportar tal desarmonia e temendo macular-se, abandona definitivamente a Terra e vai para o Céu, transformando-se na constelação da Virgem.

Desde então, o signo de Virgem, simbolizado por essa constelação, tem sido o ícone da Pureza, símbolo da harmonia, como um sinal nos céus a nos alertar e lembrar de que os homens podem (e devem!) limpar-se da carga de suas impurezas (físicas e emocionais), alcançando uma vida mais harmônica e mais saudável.

Durante a estada do Sol no signo de Virgem, o Cosmos nos convida a um resgate da Pureza e da Simplicidade, por meio da análise crítica e da tomada de consciência de nossas próprias impurezas e excessos interiores. E nada melhor do que o trabalho para purgar as toxinas físicas e emocionais que nos adoecem e sobrecarregam.

O signo de Virgem também está associado à colheita dos cereais (o alimento puro, não poluido). Tanto que a Virgem, na constelação tem em sua mão uma espiga de trigo. Inclusive, a estrela Spica (“espiga” em latim), alfa da constelação da Virgem (ou seja, a mais brilhante da constelação), simboliza fertilidade e prosperidade.

Gandhi

Gandhi

Dante ensinou que na Natureza não existem supérfluos. Portanto, todo supérfluo é contra a Natureza e, conseqüentemente, contra Deus. E como dizia Gandhi, o Mahatma, a grande virada de qualidade da raça humana está associada a um retorno, urgente, a uma vida mais simples. Sem tantas falsas necessidades criadas por uma mídia mistificadora e inconseqüente. Sem a busca incessante de uma suposta liberdade, que, de tão ansiosa, já constitui um grilhão. E, sobretudo com a intenção firme de viver e conviver em paz. Talvez isso seja mais fácil do que imaginamos. E talvez nos requeira menos renúncias do que pensamos.

Aproveite a passagem do Sol em Virgem e procure conscientizar-se acerca de

Dante

Dante

todos os supérfluos em sua vida. Essa será uma boa forma de eliminar as impurezas que impedem o seu sucesso e sua felicidade.

Nesse ciclo, que precede ao início da Primavera (que ocorrerá com a entrada do Sol em Libra, em 22 de Setembro), estamos cosmicamente intimados a uma grande limpeza de ordem física (e, portanto, médica), emocional e espiritual, a fim de nos prepararmos para a celebração do Equinócio, onde ultrapassamos o umbral do “eu” para adentrarmos os domínios do Todo, em núpcias cósmicas.

Khalil Gibran

Khalil Gibran

E já que Virgem é o signo do trabalho, convidemos o inesquecível e indispensável Gibran, o poeta do Líbano, num trecho de “O Profeta”:

“Quando trabalhais, sois como uma flauta através da qual o murmúrio das horas se transforma em melodia. Quem de vós aceitaria ser um caniço mudo e surdo quando tudo o mais canta em uníssono?

(…)

Disseram-vos que a vida é escuridão; e no vosso cansaço, repetis o que os cansados vos disseram.

E eu vos digo que a vida é realmente escuridão, exceto quando há um impulso.

E todo impulso é cego, exceto quando há saber.

E todo saber é vão, exceto quando há trabalho.

E todo trabalho é vazio, exceto quando há amor.

E quando trabalhais com amor, vós vos unis a vós próprios e uns aos outros e a Deus.”

 

Anúncios

Nesta madrugada, o máximo da chuva de meteoros Perseidas!!!

Espetáculo nos Céus: os Perseidas atingem seu máximo, entre duas e quatro horas desta madrugada de 12 de Agosto de 2012.

As Lágrimas de São Lourenço nos abençoam!!!

Uma chuva de meteoros acontece quando o planeta Terra passa pelo rastro de algum meteoro.

Ao longo do ano, há vários momentos em que podemos observar esse belo fenômeno celeste.

Neste 12 de Agosto, os Perseidas atingem seu máximo, chegando a um gradiente de 100 bólidos por hora, o que dá mais de um por minuto.

Esses meteoritos são chamados Perseidas porque o seu radiante (a região do céu de onde parecem se originar) está localizado na constelação de Perseus.

O mapa mostra a posição da constelação de Perseus, às 2h00, vista do Nordeste do Brasil, que será a posição mais favorável para a observação.

Em outras regiões, pode haver algumas pequenas variações, mas deve ser suficiente para um referência.

Se você estiver acordado ou estiver voltando da balada, vale a pena dar uma olhadinha na direção norte do céu e procurar Perseus.

Talvez você tenha a sorte de ver algumas das estrelas cadentes (como também são chamados os meteoros). E vale até fazer um pedido!

Detalhe: os Perseidas também são chamados de “Lágrimas de São Lourenço”, porque, segundo a lenda sobre esse grande santo, no dia da sua morte, em 10 de Agosto de do ano de 258, houve uma linda chuva de meteoros.

Marte em conjunção com Saturno

Encontro entre o agressivo Marte e o restritivo e disciplinador Saturno, indicando a necessidade de dar resolução aos projetos e pendências.

 Qual o principal atributo de um guerreiro?

A força? A coragem? A combatividade?

Na verdade, não se pode conceber um guerreiro sem duas grandes virtudes: a força e a disciplina.

Podemos dizer, portanto, que um guerreiro nada mais é do que um determinado potencial combativo, sob a mais estrita disciplina. Um soldado sem disciplina não é um guerreiro e sim um arruaceiro.

Já dizia o sábio Sun Tzu, autor de A Arte da Guerra, que a coragem e a força são atributos da juventude, enquanto que a prudência e a disciplina são frutos da maturidade. Bem, você não tem que ser necessariamente jovem (em termos cronológicos, bem entendido, pois o que define a idade não são os anos) para se sentir forte e impetuoso; nem tem que esperar chegar à velhice para ser prudente e sábio. O ideal é que você encontre o ponto de equilíbrio que lhe permita otimizar e maximizar os seus potenciais.

O encontro entre Marte e Saturno, no signo de Libra, é um sinal do cosmos para que nos esforcemos para unir, dentro de nós, a força e a disciplina, a combatividade e a estratégia, a coragem e a paciência.

É chegada a hora de fazer o que deve ser feito, de dar andamento às coisas que estão emperradas e engavetadas, traçando, com inteligência, os passos a serem dados e a energia a ser alocada.

Análise Cíclica

Independentemente da qualidade própria desse momento, sinalizada pela conjunção Marte-Saturno, do ponto de vista ciclológico cabe também uma observação.

ciclo sinódico entre dois planetas se dá da seguinte maneira: na conjunção (quando os dois astros se encontram no mesmo grau do Zodíaco), inicia-se um ciclo, novas sementes são lançadas, algo novo começa. O astro mais rápido continua avançando e, na oposição (quando os astros estão a 180º), esse ciclo atinge o seu máximo. Nesse ponto, as sementes lançadas no momento da conjunção frutificam (para bem ou para mal) e rendem resultados. Mas, entre a conjunção e a oposição e vice-versa existem dois momentos em que os astros se colocam em quadratura (a 90º um do outro). Os pontos de quadratura representam momentos de crise, de oportunidade. A quadratura crescente (entre a conjunção e a oposição) está relacionada a crescimento. Às vezes, nesta fase, faz-se necessário um ajuste ou reordenamento de metas, para que os projetos ou vivências iniciadas na conjunção continuem ou até mesmo se extingam de vez. Já a quadratura minguante (entre a oposição e a conjunção) está relacionada a uma crise que solicita novos ajustes, porém com vistas ao encerramento do processo.

E, na nova conjunção, o ciclo é definitivamente encerrado e um novo se inicia.

Alguns desses ciclos duram um mês, como é o caso dos ciclos envolvendo a Lua. Outros duram vinte anos, como é o caso do ciclo Júpiter-Saturno. E outros ainda duram aproximadamente dois anos ou dois anos e meio como é o caso deste ciclo Marte-Saturno.

Quando observamos esse tipo de ciclo, percebemos que o tempo e seu desenrolar em nossa vida fica impregnado de significados. E vivemos em meio a uma infinidade desses ciclos, que se mesclam e se interpenetram entre si. O ciclo entre Marte e saturno é um dos mais importantes para nós, pois associa esses dois elementos de vital significação emocional e prática.

A vez mais recente em que Marte e Saturno fizeram uma conjunção foi no período Julho-Agosto de 2010. Avalie com cuidado: que sementes você lançou, nos entornos desse momento? Que projetos ou vivências você iniciou aí?

Marte e Saturno fizeram uma quadratura crescente Dezembro de 2010 e Janeiro de 2011. Pergunte-se: que tipo de crise de ajustamento seu projeto ou vivência passou, durante esse momento?

A oposição Marte-Saturno ocorreu em Abril de 2011. Aí aconteceu o apogeu do ciclo. Que frutos você colheu?

A quadratura minguante entre Marte e Saturno ocorreu entre Agosto e Setembro de 2011. Eis aí o momento da crise final, o princípio do fim do ciclo.

 

E a conjunção a ocorrer neste Agosto de 2012 encerra o ciclo iniciado em Julho-Agosto de 2010 e começa outro, que deverá desenrolar-se da seguinte maneira:

Quadratura Crescente: Dezembro de 2012 e Janeiro de 2013;

Oposição: Abril e Maio de 2013;

Quadratura Minguante: Agosto e Setembro de 2013;

Nova conjunção: Agosto e Setembro de 2014.

Fique atento. E aproveite para usar os momentos cíclicos a seu favor, em vez de nadar contra a correnteza cósmica.

A propósito: a conjunção Marte-Saturno ocorre aos 24 graus de Libra. Se você já tem o seu mapa astrológico, observe em que casa astrológica ocorrerá esse fenômeno e você terá uma idéia de que área da vida irá ser ativada pela força conjugada esses dois astros.

Uma dica: Mulan, dos Estúdios Disney, nas locadoras, onde você entenderá o poder da força e da disciplina colocados a serviço de um ideal.

Triangulação entre Marte, Saturno e a estrela Spica

Marte, Saturno e a estrela Spica, da constelação da Virgem, formam um triângulo quase perfeito.

Olhe para o céu esta noite, na direção do poente, desde o anoitecer até aproximadamente 21 horas (hora de Brasília), e você poderá contemplar este belo espetáculo.

A conjunção entre Marte e Saturno deverá acontecer no dia 15 (aguarde artigo), mas já esses astros já estão próximos o suficiente para formar a triangulação com Spica, a Alfa Virgo, ou seja, a estrela mais brilhante da constelação da Virgem.

Uma das mais importantes estrelas fixas, Spica é associada à fertilidade e à prosperidade.

A triangulação Marte-Saturno-Spica é um indicativo cósmico de que podemos alcançar o que buscamos, se estivermos dispostos a lutar por isso, mas, sobretudo, se estivermos dispostos a fazer os necessários sacrifícios para tal.

Por exemplo, você conhece alguém que foi capaz de realizar grandes sonhos, transformando-os em realidade?

Se sim, provavelmente você estará falando de alguém que sacrificou domingos, feriados, momentos com a família e os amigos, para dedicar à construção desse sonho.

Uma outra questão se impõe: alcançar o que desejamos significa SABER o que desejamos.

Óbvio?

Nem tanto…

Muitas vezes sabemos o que NÃO queremos: não quero mais sofrer por essa

Triangulação, no detalhe

Triangulação, no detalhe

pessoa, não quero mais trabalhar nisso ou naquilo, não quero mais me envolver com pessoas desse ou daquele jeito…

Muito bem, então isso é o que você NÃO quer…

E o que você QUER?

Ser capaz de expressar isso com clareza é o primeiro passo para o sucesso desse seu empreendimento.

Portanto, aproveite os auspiciosos sinais celestes para fazer uma reflexão sobre como você tem tratado os seus desejos, objetivos, metas. E diga para você e para o Universo esse desejo. O Cosmos inteiro poderá ajudar você a mobilizar os recursos necessários para alcançar, desde que… você de fato o conheça com a necessária clareza e precisão.

E mãos à obra!

Detalhe: a triangulação ocorre aos vinte e quatro graus de Libra. Se você já tem o seu mapa astrológico, dê uma olhada nessa região do Zodíaco e veja em que casa astrológica do seu mapa ocorre esse encontro. Essa pode ser a área da vida em que se faz necessária uma ativação e uma expressão forte e precisa de seus desejos e objetivos.