Arquivo mensal: setembro 2018

O Sol entra em Libra. Início da Primavera!

O astro do dia, em seu eterno caminho ao longo do Zodíaco, adentra o signo de Libra, dando início à Primavera.

Os quatro signos cardeais, também chamados impulsivos, estão ligados às quatro estações do ano solar. Portanto, a entrada do Sol em cada um desses signos assinala o início de uma estação, estabelecendo um novo ciclo. Assim, ao entrar o Sol em Áries, inicia-se o Outono, para o Hemisfério Sul do planeta; em Câncer, inicia-se o Inverno; em Libra, a Primavera; e em Capricórnio, o Verão.

É importante, talvez, observar os ciclos da Natureza e seus significados. Durante o Outono e o Inverno, a Natureza míngua, contrai-se, aparentemente até morre, pois a folhas caem, muitos animais se entocam e tudo parece árido. Nesse momento, a semente que foi lançada à terra está se nutrindo, desenvolvendo-se, preparando-se para germinar; igualmente, os animais preparam suas futuras ninhadas. Quando chega a Primavera, todo esse potencial desabrocha, germina e a Natureza irá colorir-se das cores da alegria e da luz. As flores se abrem, as plantas se arriscam a emergir da terra em busca do calor do Sol. Chegado o Verão, essa potência desabrochada atinge a plenitude, a maturidade e é chegada, então, a hora da colheita.

Obviamente, para quem mora muito próximo à linha do Equador, as estações do ano não são assim tão bem delineadas. É mais comum que se pense em duas estações: uma chuvosa e outra seca. Entretanto, qualquer um de nós poderá observar toda essa ciclologia, simplesmente prestando atenção aos nossos próprios ciclos internos, pois cada um de nós passa, já que o macrocosmos (o Universo) e o microcosmos (o Homem) são reflexo um do outro, por essas mesmas quatro etapas, em cada fase, idéia ou projeto que empreender.

A entrada do Sol em Libra, sétimo signo do Zodíaco, do ritmo cardinal e do elemento ar, acontece neste dia 22 de Setembro, precisamente às 22h54 (hora de Brasília) e marca o início da Primavera, ou seja o Equinócio de Primavera para o Hemisfério Sul, momento cosmicamente convidativo para o desabrochar de nossos projetos, de nossas idéias e de tudo aquilo que pretendemos transformar em realidade. Toda essa fase poderá estar permeada de uma serenidade e uma significativa fantasia que permitirá estabelecer nossos objetivos com equilíbrio e vivenciar a paz e a alegria de viver.

Aproveite, portanto, o momento, lembrando-se de que o desabrochar de sua beleza interna, seus potenciais e sua alegria só tem sentido se for para fora, para o mundo, pois com Libra se inicia o ciclo dos signos voltados para o social, para o que está além do eu individual, ciclo que vai até Peixes. Afinal, não se fala em desabrochar para dentro, não é mesmo?

Aproveitamos para desejar a todos os nossos amigos e leitores uma Feliz Primavera!

E aos librianos, uma feliz celebração de aniversário e mil felicidades no ciclo que se inicia.

Um presente

Para celebrarmos adequadamente, oferecemos um presente poético.

A Canção da Primavera. de Mário Quintana, com quem aprendemos a renascer, a cada Primavera:

 

Um azul do céu mais alto,

Do vento a canção mais pura

Me acordou, num sobressalto,

Como a outra criatura…

 

Só conheci meus sapatos

Me esperando, amigos fiéis

Tão afastado me achava

Dos meus antigos papéis!

 

Dormi, cheio de cuidados

Como um barco soçobrando

Por entre uns sonhos pesados

Que nem morcegos voejando…

 

Quem foi que ao rezar por mim

Mudou o rumo da vela

Para que eu desperte, assim, como dentro de uma tela?

 

Um azul do céu mais alto,

Do vento a canção mais pura

E agora… este sobressalto…

Esta Nova Criatura!

Anúncios

Marte em quadratura com Urano

A tensa configuração entre Marte e Urano, indica a necessidade de compreensão e ordenação dos potenciais, possibilitando as reformulações e revoluções que pretendemos.

Há um personagem de Monteiro Lobato, chamado Américo Pisca-Pisca, que resolveu tomar para si o cargo de reformador do mundo. Américo não se conformava com elementos que considerava inúteis na Natureza: a existência de sapos, de

Monteiro Lobato

Monteiro Lobato

chuva e, o cúmulo de sua insana revolta, como podiam jabuticabas, tão pequeninos frutos, nascer em árvores colossais, enquanto que enormes abóboras cresciam rentes ao chão, num paradoxo aparentemente irracional e ilógico. Sentado à sombra de uma enorme jabuticabeira, contemplava enfezado, os frutinhos. Até que dormiu.

Dormiu e sonhou com um mundo novo, inteiramente reformulado por ele. Um mundo, porém, muito quente, pois não havia chuvas para alimentar o ciclo da água; um mundo cheio de mosquitos e marimbondos, pois não havia sapos para comê-los… Até que despertou, pois uma jabuticaba lhe caíra bem sobre o nariz.

E se fosse uma abóbora?

A tensa configuração entre Marte e Urano é um indicativo de que o Américo Pisca-Pisca em nós pode querer armar das suas. Portanto, esteja alerta. Você pode e deve tentar ordenar o seu mundo. Mas não tente impor suas idéias a ninguém, na marra. Cultive os seus pensamentos e procure perceber o sentido que há em tudo o que existe, inclusive aquilo que é objetoPisca-Pisca de seus interesses revolucionários. A sua revolta pode estar acontecendo por pura ignorância dos verdadeiros significados das coisas, como no caso do nosso bom amigo Américo Pisca-Pisca.

Cuidado, portanto.

E, evidentemente, você preferirá ser conhecido como um idealista, um louco visionário até, antes de ser tachado de birrento e revoltado, que, de tão enjoado, não consegue convencer ninguém de suas idéias.

E lembre-se: os maiores reformadores do mundo foram aqueles que começaram por reformar-se a si próprios.

Por outro lado, o caráter explosivo da conjunção Marte-Urano deve ser zelosamente observado: durante estes dias, devemos tomar cuidado com acidentes de qualquer espécie, mas principalmente acidentes envolvendo eletricidade ou aparelhos elétricos.

Mas sobretudo lembre-se de que Marte e Urano nos falam de força e ativação, sobretudo no que diz respeito a encarar e a desencadear o novo, o diferente, em nossas vidas e em nossas ações. E nos tempos em que vivemos, quem não faz o novo é atropelado por ele.

Análise ciclológica

Independentemente da qualidade própria desse momento, sinalizada pela quadratura Marte-Urano, do ponto de vista ciclológico cabe também uma observação.

Ciclo Sinódico ConjunçãoO ciclo sinoidal entre dois planetas se dá da seguinte maneira: na conjunção (quando os dois planetas se encontram no mesmo grau do Zodíaco), inicia-se um ciclo novo, novas sementes são lançadas, algo novo começa. O planeta mais rápido continua avançando e, na oposição (quando os planetas estão a 180º), esse ciclo atinge o seu máximo. Nesse ponto, as sementes lançadas no momento da conjunção frutificam (para bem ou para mal) e rendem resultados. Mas, entre a conjunção e a oposição e vice-versa existem dois momentos em que os planetas se colocam em quadratura (a 90º um do outro). Os pontos de quadratura representam momentos de crise, de oportunidade. A quadratura crescente (entre a conjunção e a oposição) está relacionada a crescimento. Às vezes, nesta fase, faz-se necessário um ajuste ou reordenamento de metas, para que os projetos ou vivências iniciados na conjunção continuem ou até mesmo se extingam de vez. Já a quadratura minguante (entre a oposição e a conjunção) está relacionada a uma crise que solicita novos ajustes, porém com vistas ao encerramento do processo.

E, na nova conjunção, o ciclo é definitivamente encerrado e um novo se inicia.Ciclo Sinódico Quadratura Crescente

Alguns desses ciclos duram um mês, como é o caso dos ciclos envolvendo a Lua. Outros duram vinte anos, como é o caso do ciclo Júpiter-Saturno. E outros ainda duram entre dois anos e dois anos e meio, como é o caso deste ciclo Marte-Urano.

Quando observamos esse tipo de ciclo, percebemos que o tempo e seu desenrolar em nossa vida fica impregnado de significados. E vivemos em meio a uma infinidade desses ciclos, que se mesclam e se interpenetram entre si.

A vez mais recente em que Marte e Urano fizeram uma conjunção foi em Fevereiro de 2017. Avalie com cuidado: que sementes você lançou, nos entornos desse momento? Que projetos ou vivências você iniciou aí?

Ciclo Sinódico OposiçãoMarte e Urano fizeram uma quadratura crescente em Julho de 2017. Pergunte-se: que tipo de crise de ajustamento seu projeto ou vivência passa, durante esse momento?

A oposição Marte-Urano ocorreu em Novembro-Dezembro de 2017. Aí aconteceu o apogeu do ciclo. Pergunte-se: que frutos você pôde colher nessa fase?

A quadratura minguante Marte-Urano ocorreu em Maio de 2018. Eis aí o momento da crise final, o princípio do fim do ciclo. E o fenômeno se repete agora, em Agosto-Setembro de 2018.

E a próxima conjunção Marte-Urano ocorrerá em Fevereiro de 2019, encerrando este ciclo e iniciando outro.

Fique atento. E aproveite para usar os momentos cíclicos a seu favor, em vez de nadar contra a correnteza cósmica.Ciclo Sinódico Quadratura Minguante

 Dica Cinematográfica

The Mosquito Coast, um filme surpreendente, onde você vai conhecer uma versão moderna de Américo Pisca-Pisca, interpretada por Harrison Ford.

Mosquito Coast